Páginas

Pesquisar neste blog

12 de abril de 2011

Caso Durango: o desfecho

O caso do cão Durango, relatado aqui no nosso blog alguns dias atrás, teve um desfecho inesperadamente surpreendente e feliz.

O Projeto Hammã, ao tomar conhecimento do caso do cão Durango, providenciou uma campanha de arrecadação de fundos visando o seu resgate da casa da dona Ruth, que com seu instinto protetor, resolveu retirar o cão da sua condição de abandono nas ruas, onde estava sendo severamente maltratado por pessoas e outros cães da região. Dona Ruth recolheu o animal mesmo não tendo condições para mantê-lo, e prevendo a dificuldade que teria, entrou em contato com o Projeto Hammã solicitando algum tipo de ajuda.

A ajuda esperada acabou vindo através dos seguidores, colaboradores e amigos do projeto, que, atendendo ao nosso apelo, providenciaram uma série de doações em dinheiro para viabilizar o tratamento e alojamento de Durango, já que o Projeto Hammã não possui (até este momento) condições estruturais e financeiras para recolher o cão e providenciar seu tratamento, haja vista a vigência de sua dívida com canil e clínicas veterinárias contraída em benefício de outros animais cuidados pelo Projeto.

Apelo feito, apelo atendido. Assim que chegaram na conta do projeto os primeiros recursos financeiros, a nossa colaboradora Meibel Pereira procurou dona Ruth neste fim de semana para acertar os detalhes do resgate de Durango pelo Projeto Hammã. Foi quando foi surpreendida por uma notícia inesperada, porém, feliz: dona Ruth, que cuidou de Durango em sua própria casa por alguns dias, havia entregado o cão para uma pessoa que resolveu adotá-lo definitivamente após tomar conhecimento da história do animal. Como dona Ruth não nos comunicou e consequentemente não pudemos acompanhar o processo dessa entrega, buscamos saber quem era o adotante (que havia deixado seu telefone de contato com dona Ruth). Acabamos tendo mais uma boa surpresa: a adotante é uma amiga de uma de nossas grandes colaboradoras - portanto, uma pessoa conhecida do projeto. Após uma conversa por telefone com Meibel Pereira, a adotante, dona Francisca, residente na cidade de Bela Vista de Goiás, afirmou que tem todas as condições necessárias para ficar com animal, inclusive custeando todos os seus exames e seu tratamento de imediato; se comprometeu ainda a permitir que o Projeto Hammã acompanhe o processo de recuperação de Durango, que pelo que vemos, teve a sorte de encontrar, nesta última semana, pessoas que realmente se preocupavam com seu bem-estar.

Como Durango não chegou a ser resgatado oficialmente pelo Projeto Hammã, Meibel Pereira entendeu por bem devolver as doações feitas por nossos amigos e colaboradores, já que a nova responsável pelo animal afirmou poder cuidar do cão com recursos próprios. Esta devolução já está sendo efetuada e deve ser finalizada dentro de poucos dias.

Gostaríamos de agradecer a todos que se dispuseram a ajudar este cão, Durango, que sofreu todo tipo de maltrato e violência nas ruas e que teve sua vida mudada pela iniciativa de pessoas como dona Ruth e por você, que atendeu ao nosso pedido e doou o que pôde para tratar este cão, que a partir de hoje, será lembrado por todos nós como um ícone da resistência e perseverança diante da crueldade do ser humano. Gostaríamos de desejar uma feliz vida nova para o cão e agradecer imensamente à sua nova adotante por tomar a iniciativa de adotá-lo em um momento tão delicado. Muito obrigado a todos que colaboraram com doações e continuem ligados nas nossas campanhas de arrecadação.


Projeto Hammã

4 comentários:

Belita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Projeto Hammã disse...

Hoje em contato com Dna Francisca,ficou acertado que seremos responsáveis pela castração de Durango tão logo ele termine seu tratamento e esteja em condições plenas de uma cirurgia.Os exames de Durango acusaram Erlichia (doença de carrapatos) forte anemia e luxações pelo corpo.Ele está sendo medicado com antibioticos,antinflamátorios e vitaminas.Nos colocamos a disposição para qualquer eventualidade que se faça necessária.Quem puder manter a doação já feita para a castração de Durango,nós agradecemos,visto que esse procedimento é de suma importância no que se refere à posse responsável e conscientização.
Obrigada à todos
Meibel

Projeto Hammã disse...

Algumas pessoas que foram comunicadas da devolução de valores,cederam a doação com a finalidade de quitação das divídas do Projeto Hammã também,não havendo a exigência de uso para o caso Durango.Continuamos em nossos agradecimentos.

Li disse...

Ai gente que benção! Nossa fiquei arrepiada... Será que hoje ele já esta bem? Já pôde ser castrado? Podia colocar fotos dele agora... nunca esqueço das historias que leio aqui..

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...